Analitcs

Pesquisar no conteúdo do blog.atlabs.com.br

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Contos da TCP - Conto 02 - Essa tábua leva prego

Reações: 
Retirado de: http://contosdecris.blogspot.com.br/2014/12/conto-essa-tabua-leva-prego.html

Numa sala de bate-papo conheci um cara sensacional, extremamente educado,

descolado e inteligente. Passávamos a madrugada conversando pela internet,

passamos a trocar confidências, e foi surgindo uma certa química, só que era tudo

meio virtual, até que passamos a nos falar por telefone também.

Demorei um mês para lhe mandar uma foto minha, e assim que ele descobriu

como eu era fisicamente passou a insistir num encontro. Ele colocava minha auto-

estima nas alturas com tantos elogios que me fazia, mas sempre com muito respeito.

Fiquei completamente apaixonada quando o vi pela web can! Era quase

PERFEITO, uma mistura de Johnny Depp com o Jude Law;  tinha uma pele mais lisinha

que a minha. Em nossas conversas ele já demonstrava ser bem vaidoso, e pela web

can, todo tempo ficava arrumando seu cabelo. Eu sabia da existência dos

metrossexuais, e achava até legal ele se preocupar tanto com a aparência e tal.

Finalmente marcamos um encontro, eu sugeri o Parque do Ibirapuera, lugar

aberto, com muitas pessoas, assim me sentiria mais segura. Não devemos confiar em

ninguém e neste mundo virtual, todo cuidado é pouco!

Quando eu o vi pela primeira vez, ao vivo e a cores, senti vontade de espancá-

lo, porque ele era ainda mais bonito pessoalmente!

Então, ele veio em minha direção, e feito um furacão já me lascou um

tremendo beijo na boca, antes mesmo de me cumprimentar! Confesso que foi um dos

melhores beijos que já ganhei nesta vida! Foi um beijo cinematográfico, me deixando

sem fôlego e por fim ainda deu uma leve mordidinha em meu lábio e disse: “Oi, Cris...

que prazer conhecer vc!”

Quase morri e pensei: ACHEI O FUTURO PAI DOS MEUS FILHOS!

Quando me recuperei da avalanche, fomos dar uma caminhada no parque. O

dia estava lindo!

Ele vestia uma camiseta branca e um moleton azul, que caia perfeitamente em

seu corpo musculoso. Ele era extremamente sensual, e eu estava babando.

Fazia bastante calor, ele acabou comentando que estava transpirando muito e

a camiseta estava ficando encharcada de suor, então, eu sugeri que ele a tirasse,

tantos outros estavam sem camiseta no parque, não tinha motivos em ficar

desconfortável, e além do mais, eu poderia conferir aquele peitoral nu. Uhuuuuuuuu!

Tira, tira, tira! Eu pensava, calada. Mas, ele respondeu que não poderia, pois não havia

depilado seu peito, que estava meio pe-lu-di-nho!!!

Epaaaaaaaaaaaaaaaaa!!! Ser tão vaidoso ainda vai, mas depilar o peito? Então

me lembrei que alguns competidores de diversos esportes também se depilam. Mas,

ele também tinha as unhas perfeitas e com base. Até aí, tudo bem também, mas,

separar as sílabas na hora de falar e ainda usar superlativo sintético... passei a ficar

preocupada, será que esta salada leva palmito?

Comecei a prestar mais atenção nos detalhes e realmente, o dia estava uma LOU-CU-

RA e eu estava “lindérrima” !

Ninguém nasce com um radar que nos ajuda a identificar se um homem é gay,

mas, você pode encontrar algumas dicas para descobrir se o cara que você conheceu

vai se tornar o amor de sua vida ou a “BI” que vai te dar dicas e ajudar a escolher

maquiagens novas no site da Sephora.

Existem aqueles que são super discretos, e que tem gente que coloca a mão no

fogo por eles. Mas, quem é gay é gay, e uma hora vai dar alguma pista de que este chá

mate é erva doce.

E foi assim com o Daniel, eu até podia imaginar que ele passava base nas unhas

das mãos para dar um brilho básico, mas passar base nas unhas dos pés, já era muito

indício que aquela vodka era ice! Descobri isso quando ele tirou o tênis e a meia para

tirar algo que estava incomodando.

Eu tive mais certeza que aquela picanha era carne de soja, quando bati uma

foto nossa com o celular e ele pediu pra bater outra, pois tinha ficado hor-rí-vel!

Homem que é homem, não fala e escreve separando as sílabas e não se importa se

saiu feio na foto, ele deixa registrar o momento e pronto!

No final do meu encontro acabei ganhando um amigo. Mas, pulei fora quando ele

tentou me beijar de novo, e assim, evitei que meu coração fosse destruído por uma

paixão que não seria correspondida.

Mais tarde, ele acabou me contando que por causa do preconceito e em busca da

aceitação, ele fingia ser um personagem para a sociedade e principalmente, para a sua

família.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Max Gehringer