Analitcs

Pesquisar no conteúdo do blog.atlabs.com.br

terça-feira, 25 de agosto de 2015

WINDOWS - Executar aplicativo com prioridade alta, em um nucleo específico do processador, entre outras coisas mais... (Start program with high priority)

Reações: 
Microsoft Windows [versão 6.1.7601]
Copyright (c) 2009 Microsoft Corporation. Todos os direitos reservados.

C:\Users\Felipe>start /?
Inicia uma janela separada para executar um programa ou comando especificado.

START ["title"] [/D path] [/I] [/MIN] [/MAX] [/SEPARATE | /SHARED]
      [/LOW | /NORMAL | /HIGH | /REALTIME | /ABOVENORMAL | /BELOWNORMAL]
      [/NODE <nó de NUMA>] [/AFFINITY <máscara_afinidade_hexadecimal>] [/WAIT]
      [/B] [comando/programa] [parâmetros]

    "title"     Título a ser exibido na barra de títulos da janela.
    path        Diretório de início.
    B           Inicia um aplicativo sem criar nova janela. O aplicativo tem
                o tratamento de ^C ignorado. A menos que o aplicativo ative o
                processamento de ^C, o comando ^Break é a única forma de
                interromper o aplicativo.
    I           O novo ambiente será o ambiente original transferido para o
                cmd.exe e não é o ambiente atual.
    MIN         Inicia a janela minimizada.
    MAX         Inicia a janela maximizada.
    SEPARATE    Inicia um programa do Windows de 16 bits em um espaço de
                memória separado.
    SHARED      Inicia um programa do Windows de 16 bits em um espaço de
                memória compartilhado.
    LOW         Inicia o aplicativo na classe de prioridade IDLE.
    NORMAL      Inicia o aplicativo na classe de prioridade NORMAL.
    HIGH        Inicia o aplicativo na classe de prioridade HIGH.
    REALTIME    Inicia o aplicativo na classe de prioridade REALTIME.
    ABOVENORMAL Inicia o aplicativo na classe de prioridade ABOVENORMAL.
    BELOWNORMAL Inicia o aplicativo na classe de prioridade BELOWNORMAL.
    NODE        Especifica o nó da Arquitetura de Memória Não Uniforme (NUMA)
                com um inteiro decimal.
    AFFINITY    Especifica a máscara de afinidade do processador com um número
                hexadecimal. O processo está restrito a execução nesses
                processadores.

                A máscara de afinidade é interpretada de forma diferente quando
                /AFFINITY e /NODE são combinados. Especifique a máscara de
                afinidade se a máscara do processador do nó NUMA for deslocada
                para a direita para começar no bit zero. O processo é restrito
                a execução nesses processadores em comum entre a máscara de
                afinidade especificada e o nó NUMA. Se não houver processadores
                em comum, o processo estará restrito a execução no nó NUMA
                especificado.
    WAIT        Inicia o aplicativo e espera que ele finalize o
                comando/programa.
                Se for um comando cmd interno ou um arquivo em lotes, o
                processador do comando será executado com a opção /K para
                cmd.exe. Isso significa que a janela permanecerá depois que o
                comando for executado.

                Se não for um comando cmd interno nem um arquivo em lotes,
                ele será um programa executado como um aplicativo em janela
                ou um aplicativo em console.

    parameters  São os parâmetros transferidos para o comando/programa.

OBSERVAÇÃO: As opções SEPARATE e SHARED não são suportadas em plataformas de
            64 bits.

A especificação /NODE permite que sejam criados processos de uma forma que
aproveite localidade de memória em sistemas NUMA. Por exemplo, dois processos
que se comuniquem pesadamente um com o outro por meio de memória compartilhada
podem ser criados para compartilhar o mesmo nó NUMA preferencial a fim de
minimizar latências de memória.Eles alocam memória do mesmo nó NUMA, quando
for possível, e ficam liberados para executar em processadores fora do nó
especificado.

    start /NODE 1 application1.exe
    start /NODE 1 application2.exe

Esses dois processos podem ser ainda mais restringidos para executar em
processadores específicos dentro do mesmo nó NUMA. No exemplo a seguir,
application1 é executado nos dois processadores de ordem inferior do nó,
enquanto application2 é executado nos próximos dois processadores do nó. Esse
exemplo presume que o nó especificado tem no mínimo quatro processadores
lógicos.Observe que o número do nó pode ser alterado para qualquer número de nó
válido para aquele computador sem precisar alterar a máscara de afinidade.

    start /NODE 1 /AFFINITY 0x3 application1.exe
    start /NODE 1 /AFFINITY 0xc application2.exe

Se as extensões de comando estiverem ativadas, a invocação de comando externa
através da linha de comando ou do comando START será alterada como a seguir:

Arquivos não executáveis podem ser chamados através de sua associação
    de arquivos apenas ao digitar o nome do arquivo como um comando.
    (e.g.  WORD.DOC iniciaria o aplicativo associado com a extensão de arquivo
    .DOC). Consulte os comandos ASSOC e FTYPE para obter informações sobre
    como criar essas associações a partir de um script de comando.

Ao executar um aplicativo que seja um aplicativo GUI de 32 bits, o CMD.EXE
    não espera o aplicativo terminar para voltar ao prompt de comando.
    Esse novo comportamento NÃO ocorre se estiver sendo executado
    a partir de um script de comando.

Ao executar uma linha de comando cujo primeiro token seja a cadeia de
    caracteres "CMD " sem uma extensão ou qualificador de caminhos, o "CMD"
    é substituído pelo valor da variável COMSPEC. Isso evita selecionar o *
    CMD.EXE na pasta atual.

Ao executar uma linha de comando cujo primeiro token NÃO contenha uma
    extensão, o CMD.EXE usará o valor da variável de ambiente PATHEXT
    para determinar quais extensões serão procuradas e em que ordem.
    O valor padrão da variável PATHEXT é:

        .COM;.EXE;.BAT;.CMD

    Observe que a sintaxe é a mesma da variável PATH, com
    ponto-e-vírgula separando os diferentes elementos.

Ao procurar por um executável, se não houver correspondência em nenhuma
extensão, ele verifica se o nome corresponde a um nome de pasta.
Se corresponder, o comando START inicia o Explorer nesse caminho.
Se for feito a partir da linha de comando, será o equivalente a fazer CD /D
 para esse caminho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Max Gehringer